Note que se fala com muita frequência entre as pessoas não evangélicas sobre os sete pecados capitais.

O que isso significa? Foi um monge místico de vida austera, chamado Evágrio Pôntico (345-399), que criou um catálogo de oito pensamentos ruins, ou dos demônios: gula, luxúria, amor ao dinheiro, cólera, melancolia, acédia, vangloria e orgulho.

Essa lista foi adaptada posteriormente pelo papa Gregório Margo (540-604), que substituiu acédia por preguiça, melancolia por inveja e vangloria por orgulho.
Essa lista dos hoje conhecidos como sete pecados capitais é mais conhecida pelo público secular e pelos católicos. Não é uma lista bíblica, mas todos nós sabemos que cada vício ou pecado nela constante é de fato condenado nas Escrituras Sagradas.
Evágrio e muitos outros antigos se dedicaram longamente à tática do combate contra a tentação: "O objetivo dessa lista é, não servir para o exame de consciência antes da confissão, como é o caso em geral na tradição ocidental, mas dar meios de combater espiritualmente cada um desses vícios" (WILLIAMS, 2004, p. 1369).

São informações adicionais para os irmãos que, com certeza, já ouviram falar dos "sete pecados capitais" e talvez não saibam o significado ou a origem disso. Nós temos o Espírito Santo que nos guia em todas as coisas (Jo 14.16,17) e não necessitamos de tabelinhas para nos manter em comunhão com o Senhor Jesus.

SAIBA MAIS – Veja:
1) Possessão Demoníaca e a Autoridade do Nome de JesusClique Aqui
2) Dois endemoninhados de Gadara, Clique Aqui
3) O Pode de Jesus sobre o reino das TrevasClique Aqui

Divulgação: www.escolabiblicaecb.com
Fonte: SOARES, Esequias/ SOARES, Daniele. Batalha Espiritual. O povo de Deus e a Guerra Contra as Potestades do Mal. 1ª edição de 2018 - CPAD

Blog ECB - Estudos Bíblicos

 
Top