Lições Bíblicas do 4° trimestre de 2019 - CPAD | Classe: Adultos | Data da Aula: 6 de Outubro de 2019.

TEXTO ÁUREO
"E disse ela: Ache a tua serva graça em teus olhos. Assim, a mulher se foi seu caminho e comeu, e o seu semblante já não era triste." (1Sm 1.18)
VERDADE PRÁTICA
Nos livros de Samuel, aprendemos a servir, a adorar e a amar a Deus de todo o coração, apesar das circunstâncias adversas.

LEITURA DIÁRIA
Segunda - 2 Tm 3.16: A Bíblia, por ser inspirada por Deus, fala-nos à alma
Terça - Gn 18.12: Deus abençoa homens e mulheres imperfeitos
Quarta -1 Sm 13: Sempre há bênçãos para quem vai à Casa de Deus
Quinta - Rm 12.19: Não reajamos às provocações
Sexta - 1 Sm 2.12-18: Mantenhamos a fidelidade a Deus, apesar da apostasia reinante
Sábado - Dt 28.1,2: A obediência a Deus é a chave para o verdadeiro sucesso

 
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
1 Samuel 1.1-8
1 - Houve um homem de Ramataim-Zo-fim, da montanha de Efraim, cujo nome era Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho deZufe, efrateu.
2        - E este tinha duas mulheres: o nome de uma era Ana, e o nome da outra, Penina; Penina tinha filhos, porém Ana não tinha filhos.
3        - Subia, pois, este homem da sua cidade de ano em ano a adorar e a sacrificar ao SENHOR dos Exércitos, em Siló; e estavam ali os sacerdotes em Siló; e estavam ali os sacerdotes do SENHOR, Hofni e Fineias, os dois filhos de Eli.

4        - E sucedeu que, no dia em que Elcana sacrificava, dava ele porções do sacrifício a Penina, sua mulher, e a todos os seus filhos, e a todas as suas filhas
5 -     Porém a Ana dava uma parte excelente, porquanto ele amava Ana; porém o SENHOR lhe tinha cerrado a madre.
6        - E a sua competidora excessivamente a irritava para a embravecer, porquanto o SENHOR lhe tinha cerrado a madre.
7        - E assim o fazia ele de ano em ano; quando ela subia à Casa do SENHOR, assim a outra a irritava; pelo que chorava e não comia.
8 -     Então, Elcana, seu marido, lhe disse: Ana, por que choras? E por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não te sou eu melhor do que dez filhos?

HINOS SUGERIDOS: 36, 44, 51 da Harpa Cristã

OBJETIVO GERAL
Expor a introdução aos livros de Samuel.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo i refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.
I - Apresentar o contexto histórico de 1 e 2 Samuel;
Pontuar a autoria e data de 1 e 2 Samuel;
II - Explicar a teologia dos livros de Samuel;
III - Apontar Samuel como o divisor de águas em Israel.

• INTERAGINDO COM O PROFESSOR
Estamos próximo de mais um encerramento do ano. Mais um trimestre se inicia. Como se encontra a sua classe? Como se encontro o seu planejamento? Revejo-o, estude mais e se prepare sempre, pois você está fazendo uma grande obro para Deus.

Neste trimestre estudaremos dois importantes livros do Antigo Testamento: 1 e 2 Samuel. Estes livros nos revelam a formação da nação de Israel e como Deus usou homens para falar ao coração do povo.

Fale a respeito do comentarista do trimestre. É o pastor Osiel Gomes - escritor, conferencista, bacharel em Teologia, Direito e graduado em Filosofia; líder da AD em Tirirical, São Luís - MA.

INTRODUÇÃO
Neste trimestre, estudaremos os livros históricos de 1 e 2 Samuel. Veremos que eles mostram como Deus escolhia homens para reinar sobre Israel. A partir de seus personagens principais - Samuel, Saul e Davi-, perceberemos que os líderes do passado não eram infalíveis.

PONTO CENTRAL
Deus levanta pessoas para cumprir o seu propósito.

I – CONTEXTO HISTÓRICO DE 1 E 2 SAMUEL

1. A originalidade de Samuel.
Originalmente, os livros de 1 e 2 Samuel formavam uma só obra, assim como 1 e 2 Reis e 1 e 2 Crônicas. Os livros de 1 e 2 Samuel formam uma narrativa que trata da história de Israel, a partir de sua entrada em Canaã (XII a.C.) até ao cativeiro na Babilônia (587-586 a.C.). Eles não são apenas registros de fatos e de pessoas do passado, mas são a Palavra de Deus indispensável ao nosso ensino, edificação e consolação (2 Tm 3.16).

2. Os personagens principais do livro.
Há vários personagens importantes nesses livros, mas dentre eles, três se destacam: Samuel, o profeta; Saul, o primeiro rei de Israel; e Davi, o homem segundo o coração de Deus. A partir desses homens, os livros de Samuel, como os demais da Bíblia, evidenciam o cuidado especial de Deus, bem como suas disciplinas, justiça e misericórdia, a fim de polir a vida dos reis e do povo hebreu, conforme seus propósitos (Tt 2.14; Hb 12.10).

3. O propósito de 1 e 2 Samuel.
O propósito de 1 e 2 Samuel é relatar a história do reinado de Israel, partindo do estado de anarquia'' para a monarquia teocrática (Jz 21.25; cf. 1 Sm 10.1). Uma das lições mais preciosas que esses livros nos ensinam é que o "obedecer é melhor do que o sacrificar" (1 Sm 15.22).

SÍNTESE DO TÓPICO I
Samuel, Saul e Davi são os principais personagens do livro que apontam para a transição da anarquia de Israel, nos tempos dos juízes, para a monarquia.

SUBSÍDIO BÍBLICO -TEOLÓGICO
"Os dois livros de Samuel são os primeiros dos seis livros duplos* que originalmente não estavam divididos e que perfaziam um total de três: Samuel, Reis e Crônicas. Samuel e Reis são encontrados no cânon hebraico ao lado de Josué e Juízes em uma seção conhecida como 'Os Profetas Anteriores*. Juntos, estes livros contêm o registro histórico iniciado por Josué e a travessia do Jordão e estendem-se até o período do exílio babilônico" (Comentário Bíblico Beacon: 2 Josué a Ester. Rio de Janeiro: CPAD, 2005, p.175).

II - AUTORIA E DATA
1. Título e autor.
O nome de Samuel significa "nome de Deus" e o título dos livros que levam o seu nome revela uma figura protagonista para contar a história do povo de Deus. Segundo alguns estudiosos do Antigo Testamento, e do aspecto externo dos livros, as duas obras são anônimas, assim como os outros livros históricos. Entretanto, de acordo com os capítulos 1 ao 24 de 1 Samuel, o filho de Ana pode ser apontado como autor, e os demais capítulos, atribuídos aos profetas Natã e Gade. Esse fato é possível, pois de acordo com o aspecto interno dos livros históricos, os autores sagrados quase sempre eram testemunhas oculares dos eventos que se sucediam (1 Cr 29.29).

2. A data dos livros.
Os estudiosos apresentam as datas entre 1.100 e 970 a.C. Essa data marca os acontecimentos históricos desde o nascimento de Samuel ao término do reinado de Davi. Assim, crê-se que Samuel nasceu em aproximadamente 1.100 a.C., e começou a exercer a função de líder provavelmente no ano 1.070, depois de cinco anos que o sacerdote Eli havia morrido. Os especialistas do Antigo Testamento afirmam que o reinado de Davi foi entre 1.010 e 970 a.C., assim, podemos avaliar que o período geral dos livros de 1 e 2 Samuel é de aproximadamente 130 anos.

3. A situação espiritual.
Samuel cresceu em Siló. Nesse lugar praticavam-se os mais degradantes pecados pelos filhos do sacerdote Eli. A idolatria e a imoralidade eram os pecados dominantes na nação (1 Sm 7.3). Em Israel, o sacerdote do povo era Eli, mas ele se deixou levar pelos filhos, honrando-os mais que ao Senhor Deus. Ele não lhes aplicou a disciplina necessária, mesmo sabendo de todos os atos pecaminosos de seus filhos (1 Sm 2.29). Esse quadro desolador gerou consequências espirituais irreparáveis ao povo de Israel: religiosidade aparente, espiritualidade superficial e um sacerdócio descomprometido com Deus (1 Sm 2.22,23).

CURSOS BÍBLICOS PARA VOCÊ:

1) CURSO BÁSICO EM TEOLOGIA Clique Aqui
2) CURSO MÉDIO EM TEOLOGIAClique Aqui
3) Curso de Secretariado para Igrejas Clique Aqui
4) Formação de Professores da Escola Dominical Clique Aqui
7) CURSO OBREIRO APROVADO - Clique Aqui
Matricule-se já ! 


SÍNTESE DO TÓPICO II
Em Israel, idolatria e a imoralidade eram os pecados dominantes no povo

DIDÁTICO - PEDAGÓGICO
Reproduza o esquema abaixo a fim de apresentar os dois livros de Samuel.
1 SAMUEL
2     SAMUEL
I - O Ministério de Samuel (1 Sm 1,1-8.22);
 II - Saul tornou-se rei (1 Sm 9.1- 15.35);
 III - Saul e Davi (1 Sm 16.1-31.13).
 I - O Reino de Davi (2 Sm 1.1 20.26);
II - Um apêndice (2 Sm 21.1-24.25).

III - A TEOLOGIA NOS LIVROS DE SAMUEL

1. Profecias cumpridas.
Eruditos concordam que há ensinos robustos na estrutura textual dos livros de 1 e 2 Samuel. Por exemplo, profecias cumpridas na história e mudanças que ocorreram na estrutura social da nação estão patentes em 1 Samuel 7 e 12, e 2 Samuel 17.

2. Em busca de um rei.
Samuel era um líder preocupado com o crescimento espiritual da nação. Por isso ele está presente no momento em que o povo israelita pede para si um rei. Como homem de Deus, Samuel declara sua sinceridade, transparência e retidão no exercício sacerdotal (1 Sm 12.1-5). Assim, ele pediu que o povo considerasse o que o Altíssimo havia feito por eles, mesmo diante do ato de rebelião contra Deus (1 Sm 12.24).

3. Os alicerces da dinastia davídica.
 No capítulo 7 de 2 Samuel há o estabelecimento profético da dinastia de Davi. Ela surge pela ordem do Senhor. A Bíblia mostra que não obedecer a vontade de Deus levou muitos reis a tornarem-se escravos deportados e, depois, assassinados, como aconteceu com Joaquim e Zedequias (2 Rs 24.12; Jr 39.7). Assim, a quebra da aliança no período monárquico trouxe graves consequências para o povo de Deus: o templo foi destruído, assim como as muralhas da cidade, e os israelitas foram humilhados em terras estranhas.

SÍNTESE DO TÓPICO III
Deus é quem dá ordem ao rei, ao povo, ao profeta; é quem exalta, escolhe e abate, pois Ele é soberano.

SUBSÍDIO TEOLÓGICO
"A linha teológica que traspassa Samuel e Reis é a escolha divina de um líder para representá-Lo, enquanto o Senhor implementa os concertos com Israel. Essa nação existia na terra por causa do concerto incondicional que Deus fez com Abraão. O Senhor implementou o concerto abraâmico quando Ele resgatou o seu povo do Egito e fez deles uma nação. Mas as bênçãos da terra eram condicionais. A bênção de Deus era dada por obediência, como declaradamente em Deuteronômio" (Roy B. Zuck (Ed). Teologia do Antigo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2018, p.135).

IV - SAMUEL: O DIVISOR DE ÁGUAS

1. Um momento de crise espiritual.
Samuel aparece no cenário bíblico veterotestamentário num momento de uma grande crise espiritual. O trabalho desse servo do Senhor não seria fácil, pois ele desempenharia um papel fundamental na transição do período dos juízes para a monarquia. Assim, ele orientou o povo para promover a construção de uma unidade nacional e espiritual. 0 profeta, juiz e sacerdote Samuel foi o homem a quem Deus escolheu para falar, julgar e representar a nação de Israel, o povo escolhido por Deus (Lv 20.24,26).

2. O líder Samuel.
Samuel fechou o ciclo dos juízes. Ele contribuiu grandemente para a nação de Israel ao estabelecer os alicerces do ofício profético, preservar o sacerdócio e estruturar a base espiritual do sistema monárquico (1 Sm 3.15-21; 2.18; 8.10-22). Posteriormente, profetas mais novos herdariam o modelo espiritual deixado por Samuel, bem como todo um conjunto de conselhos para a casa real de Israel.
Com Samuel, aprendemos que a chave para alcançar estabilidade e prosperidade no ministério é confiar em Deus e depender de seu favor.

SÍNTESE DO TÓPICO IV
Um momento de crise marcou o surgimento do profeta de Samuel em Israel.
SUBSÍDIO BIBLIOLÓGICO
"Um dos maiores líderes de Israel (2 Cr 35.18; Sl 99.6; Jr 15.1; At 3.24; Hb 11.32). Samuel veio a Israel em uma das horas mais sombrias da nação. Os filisteus, que por um longo período haviam intimidado os israelitas, estavam ameaçando tragá-los. Mas Ana, a esposa de Elcana, de Ramataim-Zofim, da montanha de Efraim, estava mais preocupada com o fato de não ter filhos. Enquanto adorava no Tabernáculo em Siló, ela rogava que o Senhor lhe desse um filho, o qual ela ofereceria para ser um nazireu de Deus (Nm 6) por toda sua vida. Este filho foi Samuel, aquele que ungiu reis, o último dos juízes, e o primeiro dos profetas depois de Moisés" (Dicionário Bíblico Wycliffe. Rio de Janeiro: CPAD, 2010, p.1753).

CONCLUSÃO
Os livros de 1 e 2 Samuel apresentam a narrativa histórica da transição do período dos juízes para a monarquia dinástica. As muitas histórias apresentadas nesses livros revelam os erros e os acertos de líderes humanos, mas, ao mesmo tempo, revela o quanto Deus trabalha pelo seu povo.

PARA REFLETIR
A respeito de "Conhecendo os dois Livros de Samuel" responda:

        Quando aconteceu a divisão entre os livros de 1 e 2 Samuel?

A divisão desses dois livros aconteceu quando da tradução do hebraico para o grego, conhecida por Septuaginta.

        Quais são os personagens principais do livro?

Há vários personagens importantes nesses livros, mas dentre eles, três se destacam: Samuel, o profeta; Saul, o primeiro rei de Israel; Davi, o homem segundo o coração de Deus.

        Qual o propósito de 1 e 2 Samuel?

0 propósito de 1 e 2 Samuel é relatar a história do reinado de Israel, partindo do estado de anarquia para a monarquia teocrática (Jz 21.25; cf. 1 Sm 10.1).

        Quem é o autor de 1 e 2 Samuel?

Segundo os estudiosos do Antigo Testamento, e do aspecto externo dos livros, as duas obras são anônimas, assim como os outros livros históricos. Entretanto, de acordo com os capítulos 1 ao 24 de 1 Samuel, o filho de Ana pode ser apontado como autor, e os demais capítulos, atribuídos aos profetas Natã e Gade.

        O que há em 2 Samuel 7, ordenado pelo Senhor?

No capítulo 7 de 2 Samuel há o estabelecimento profético da dinastia de Davi. Ela surge pela ordem do Senhor.




 
Top